Bombeiro orienta mãe por telefone e consegue salvar bebê engasgado

Compartilhe
Parceiro

dona de casa Ana Bianca Alves Martins, de 19 anos, conseguiu salvar o filho, de 3 meses de vida, após seguir instruções repassadas por telefone por um soldado do Corpo de Bombeiros, em Formosa, cidade goiana no Entorno do Distrito Federal. A mãe relata que ficou desesperada ao ver o bebê se engasgar com o leite, mas conseguiu salvá-lo.

A jovem disse ainda que amamentou o filho, colocou o bebê para arrotar, mas momentos depois, ele espirrou e se engasgou com o leite. A mãe contou que o filho nasceu prematuro, no sexto mês de gestação. Por isso, ficou ainda mais preocupada, se questionando se ele conseguiria se recuperar.

“Saiu um pouco [de leite] pelo nariz dele e pela boca. Vi que ele não estava respirando e entrei em desespero. Ele foi ficando roxinho e eu liguei imediatamente para os bombeiros para pedir ajuda. Graças a Deus eles conseguiram me acalmar e me instruir para eu desengasgá-lo. Foi maravilhoso o atendimento”, disse ao G1.

A dona de casa ressalta que já havia salvado uma prima de afogamento, quando ela caiu em um balde, mas que ficou mais assustada agora com o filho.

Parceiro

Auxílio via telefone

O caso aconteceu na tarde de domingo (3). O soldado dos bombeiros Eliardo Vítor de Castro, que deu as instruções por telefone, contou que foi a primeira vez que fez um salvamento orientando outra pessoa de maneira remota. Ele contou que instruiu a mãe a virar o bebê de bruços e dar tapinhas leves nas costas para que ele desengasgasse.

“Ela ligou em pânico contando que o filho estava sem respirar e eu comecei a orientá-la. Enquanto isso, também acionei nossa unidade de salvamento para ir até lá, mas felizmente conseguimos resolver antes mesmo deles chegarem. Ela conseguiu manter a calma e fazer o que eu ia falando. Por eu ter criança também pensei muito no meu filho. Fiquei bastante aliviado por ela ter conseguido”, contou

A equipe chegou ao local e avaliou o bebê, que já estava respirando normalmente e passando bem. Os bombeiros reforçaram com a mãe a manobra correta para lidar com a situação, caso ocorra novamente