Fique atento: Componente presente em mamadeiras e potes de plástico tem aumentado níveis de autismo

Compartilhe
Parceiro

O autismo é um espectro muito difícil de ser lidado, pois exige muita atenção e tempo dos pais e de todos que lidam com eles. Por isso, os números são alarmantes: atualmente, uma em cada 110 crianças nos EUA é autista.

A prevalência descaracteriza a condição como rara e pode ter a ver com o BPA, componente utilizado na fabricação de plásticos que é frequente quando há exposição à poluição.

Ele é facilmente absorvido pelo corpo humano e diminui a ação de certos hormônios, facilitando a prevalência de doenças e causando autismo quando ingerido por gestantes.

Parceiro

Vários países tem proibido a substância – no Brasil, a ANVISA proibiu que a substância fosse usada na fabricação de mamadeiras.

Você pode se proteger da substância adquirindo apenas objetos plásticos que contém o selo abaixo, que garante que o produto não é feito da substância maligna.

A informação é importantíssima e é necessário divulgá-la. Esperamos que você tenha gostado da informação e que faça sua parte para se previnir contra os malefícios do BPA.

Recomendamos para Você